segunda-feira, 3 de abril de 2017




Três

Muitas pessoas nunca pensaram neste assunto. O tal sonho da sua vida. Não pensaram porquê, por uma dádiva do destino ou um acordo pré-existencial, já receberam um legado que foi posto à sua disposição. Como se fosse um carro bom, com a chave na ignição e o tanque cheio, pronto para partir. A essas pessoas, foi dada a oportunidade de aprender a dirigir o tal carro, além de outros ensinamentos de direção defensiva. Elas só precisavam aceitar e aprender. O mestre estava lá, manifesto.

É claro que muitas pessoas nessa situação se acomodam e não fazem o mínimo esforço para aprender o que o mestre lhes quer ensinar. Mas os que aceitam logo estão prontos para entrar no carro e dar a partida. Aceitou o que lhe foi destinado, o acordo pré-existencial começou a ser cumprido.

Mas, não é dessas pessoas que eu quero falar. Não é desse sonho cheio de possibilidades. Não que eles não tenham o seu mérito. É claro que têm... Certamente já cumpriram pré-requisitos em algum momento lá atrás e por isso estão nessa situação. Mas as pessoas das quais quero falar são outras. É no Quatro falarei sobre elas. (Ivete Kuns Goulart - 29.03.2017)